Comunicação Cristã Contemporânea

Dados

  • Código: CEVM 2.2
  • ECTS: 5
  • Área curricular: Competências e Estilo de Vida Ministerial
  • Nível: Médio
  • Ano/Semestre: segundo ano, segundo semestre
  • Precedências obrigatórias: nenhuma
  • Professor Titular: Fernando Ascenso
  • Língua: Português

Descrição de Disciplina

Esta disciplina visa estimular o formando na identificação das características do processo de comunicação da comunidade evangélica portuguesa com o meio social em que se integram suas implicações teológicas, sociais e técnicas, de forma a que possa desenvolver modelos práticos de comunicação relevante, no seu ministério ou executivo – um comunicador com uma perspectiva cristã.

Grande Finalidade

Compreender a natureza da comunicação como um processo, identificar formas de comunicação, aprender a compreender a audiência, adaptar a mensagem e analisar os resultados. Explorar uma perspectiva cristã de comunicação e suas implicações.

Finalidades

Conhecimentos (SABER):

  • Compreender o processo de comunicação no discipulado cristão, a função da igreja como meio e mensagem, e a adequação de cada forma de comunicação neste processo.
  • Compreender como escolher a melhor forma de comunicar em relação ao ambiente, audiência e o assunto.
  • Identificar e caracterizar as formas mais significativas de comunicação na actual comunidade evangélica portuguesa, avaliar a eficácia do seu actual uso e explorar alternativas.

Aptidões e capacidades (SABER FAZER)

  • Identificar as implicações de comunicação como cultura, as diferentes teorias de formação de significado, sinais, comunicação inter-cultural.
  • Avançar na sua capacidade para comunicação escrita: publicidade, propaganda, relações públicas, redes sociais e blogs.
  • Avançar na sua capacidade para comunicação verbal: Falar em público.

Valores e hábitos (SABER SER/ESTAR)

  • Avançar nos habitos de comunicação escrita e falada.
  • Continuar criar bons habitos de ficar informada sobre os assuntos mais importantes no nível nacional e internacional para comunicar melhor com a nossa sociedade.
  • Estar sempre atentas às outras pessoas para comunicar com mais relevância e tacto.
  • Criar o desejo e o hábito de comunicar regularmente através dos vários meios para colocar a mensagem do Reino no mercado.

Conteúdos

  • A natureza da comunicação. Comunicação interpessoal. Comunicação social.
  • A soberania da audiência. O modelo de Jesus.
  • Comunicação interpessoal (escutar).
  • Comunicação interpessoal (cuidado).
  • Processo de comunicação no discipulado cristão.
  • Processo de decisão espiritual.
  • A formação de crenças e atitudes.
  • Aprendendo a compreender a audiência.
  • Adaptar a mensagem e analisar resultados.
  • Comunicação e cultura.
  • Igreja como meio e mensagem.
  • Identificação dos aspectos fundamentais da relação entre teologia e comunicação.
  • Propaganda e os efeitos na igreja.
  • Comunicação como cultura, Teorias de formação de significado.
  • Comunicação intercultural.
  • A realidade de comunidade evangélica: método, ouvinte, emissor, mensagem.
  • Uma nova audição do Evangelho.
  • Perspectiva de Kraft. Modelos de comunicação.
  • Blogs e Redes sociais
  • Sermões/palestras de excelência

Filosofia Educacional

O formador procurará familiarizar o formando com os factos e princípios fundamentais e fontes credíveis de informação, proporcionando oportunidade para interpretar a informação. Serão usadas situações propícias para aplicar estes princípios dos quais o formando dará relatório. O formando também vai ter oportunidade de práticar a sua aprendizagem na sala de aula em várias formas: escrita e falada.

Atividades de Aprendizagem e Formas de Avaliação

  • Participação na aula
  • Leituras
  • Avaliações: Palestras e blogs
  • Exame final

Leituras e Outros Recursos Principais

  • BARBAÇA, C. e BARBOSA, G. (1987), Dicionário de Comunicação, São Paulo, Editora Ática.
  • BOLT, M. e MYERS, D. (1984), Interacção Humana, São Paulo, Edições Vida Nova.
  • BOYD, d. m., & Ellison, N. B. (2007). Social network sites: Definition, history, and scholarship.
  • Journal of Computer-Mediated Communication, 13(1), article 11.
  • COMPARATO, D. (1992), Da Criação ao Guião, Lisboa, Editora Pergaminho.
  • ELLUL, J. (1965), Propaganda, New York, Vintage Books.
  • ENGEL, J. (1979), Contemporary Christian Communications, Nashville, Thomas Nelson.
  • ENGEL, J. (1977), How Can I Get Them to Listen, Grand Rapids, Zondervan.
  • FIELDA, M. (1991), Faith in Media?, London, Hodder & Stoughton.
  • FERDER, F. (1986), Words Made Flesh, Notre Dame, Indiana, Ave Maria Press.
  • HESSELGRAVE, D, (1996), A Comunicação Transcultural do Evangelho, São Paulo, Edições Vida Nova.
  • ICMC (1989), Media and Message, World Evangelical Fellowship.
  • JAMES, R. (1989), Case Studies in Christian Communication in an Asian Context, Manila, OMF. Literature.
  • KELLY, C. (2003), Hollywood: Thumbs up or Down, SPU Website.
  • KRAFT, C. (1991), Comunicate with Power, Manila, OMF Literature.
  • LAMPREIA, M. (1991), Técnicas de Comunicação, Mem Martins, Europa-América.
  • POPPER, K. (1995), Televisão: Um Perigo para a Democracia, Lisboa, Gradiva.
  • SANTOS, J. R. (1992), O Que é Comunicação, Lisboa, Difusão Cultural.
  • SILVA, F. (1999), Educação num Contexto Marcado pelos Média, Lisboa, Escola Superior de Educação.
  • STEDMAN, R. (1974), A Igreja Corpo Vivo de Cristo, São Paulo, Editora Mundo Cristão.
  • THE NEW MEDIA CONSORTIUM (2007), Social Networking, the “Third Place”, and the Evolution of Communication, Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0, Unites States.
  • WEBBER, R. (1980), God Still Speaks, Nashville, Thomas Nelson Publishers

Manuais:

  • MUCNUTT, J. (2002), Escreva a Visão, Mundo Cristão.
  • SÁ NOGUEIRA, R. (1989) Guia Alfabética de Pontuação, Clássica Editora.

Websites:

Blogs:

Avenida Dr. António Correia de Sá, 36 r/c, Monte Abraão | 2745-241 Queluz
Telefone: 214 373 036 | Telemóvel: 968 017 651 | E-mail: geral@seminariobaptista.com.pt