Hermenêutica

Dados

  • Código: IntBib 1.2
  • ECTS: 5
  • Área curricular: Interpretação Bíblica
  • Nível: Básico
  • Ano/Semestre: primeiro ano, segundo semestre
  • Precedências obrigatórias: IntBib 1.1
  • Professor Titular: Thomas Arabis
  • Língua: Português

Descrição de Disciplina

Esta disciplina dá continuidade, já iniciado em IntBib 1.1, ao estudo dos conceitos fundamentais para a formação das bases filosóficas para a interpretação bíblica e as metodologias para o estudo e a interpretação da Bíblia.
Quanto aos conceitos fundamentais:

  • Fundamentos históricos de hermenêutica;
  • Bibliologia e hermenêutica: inspiração, autoridade, inerrância e cânon;
  • Contexto canónico: intertextualidade, VT no NT, tipologia e simbologia.

Quanto às metodologias:

  • Aprofundamento do processo de estudo bíblico indutivo;
  • Aprofundamento do processo de aplicação, tratando também questões teóricas nesta área;
  • O estudo de narrativa;
  • Aprofundamento da habilidade em lidar estudos bíblicos indutivos em pequeno grupos (EBIPG);
  • Estudo temático e teologia bíblica.

Grande Finalidade

A finalidade principal desta disciplina é que o aluno seja capaz de estudar a Bíblia com o fim de interpretar e aplicar fielmente a sua mensagem e de orientar estudos bíblicos indutivos em pequeno grupos (EBIPG). Sendo assim, esta disciplina dá continuidade às grandes finalidades de IntBib 1.1, aprofundando cada vez mais certos conteúdos e metodologias e avançado em outras áreas.

Finalidades

Conhecimentos (SABER):

  • O aluno começa a criar a sua filosofia de hermenêutica em interação com as seguintes áreas: 1) os fundamentos históricos de hermenêutica; 2) conceitos-chave de bibliologia (inspiração, autoridade, inerrância, cânon); e 3) a questão epistemológica de hermenêutica (o locus do sentido – autor, texto, leitor).
  • O aluno percebe os desafios de aplicação, particularmente na área questão da interação entre aplicação e cultura.

Aptidões e capacidades (SABER FAZER)

  • O aluno é capaz de estudar a Bíblia segundo a metodologia apresentada, seguindo as fases de observação, interpretação, resumo interpretativo e aplicação, chegando a conclusões interpretativas e aplicacionais adequadas.
  • O aluno é capaz de aplicar a metodologia geral ao estudo de narrativa.
  • O aluno é sensível à necessidade de interpretar um texto no seu contexto canónico, aplicando o uso de intertextualidade, o estudo do VT no NT, tipologia e simbologia.
  • O aluno é capaz de preparar um estudo temático que seja fiel às escrituras.

Valores e hábitos (SABER SER/ESTAR)

  • O aluno valoriza cada vez mais o seu próprio estudo da Bíblia e a sua aplicação pessoal e comunitária.
  • O aluno ganha (ou reforça) o hábito regular de estudar a Bíblia.

Conteúdos

  • Fundamentos de Hermenêutica
    • Fundamentos epistemológicos
    • Fundamentos históricos
    • Bibliologia e hermenêutica
  • Aplicação
    • Aprofundar a metodologia
    • Aplicação e cultura
  • Interpretação de narrativa
  • Contexto canônico (intertextualidade, VT no NT, tipologia, símbolos)
  • Estudos temáticos

Filosofia Educacional

Esta disciplina tem dois propósitos principais. O primeiro é o desenvolvimento de habilidades. Sendo assim, vai exigir que o aluno pratique estas habilidades. O processo normal seria o seguinte: 1) leituras, na forma de trabalho para casa, que explicam o processo ou conceito; 2) explicação e aprofundamento, na aula, do processo ou conceito; 3) prática em grupo na aula do processo ou aplicação de um conceito; e 4) mais prática e treino individual como trabalho para casa. No desenvolvimento destas habilidades, outro aspecto pedagógico importante—para além de ter possibilidade de treino—é o domínio de certos conceitos e informações. Esta matéria essencial será revista e testada regularmente para ajudar o aluno a domina-la.
O segundo propósito principal é a formulação inicial de uma filosofia de hermenêutica. O aluno vai interagir com várias áreas teóricas para poder começar a formular uma filosofia coerente de hermenêutica. O aluno fará um teste sobre a matéria de base e também apresentará uma filosofia de hermenêutica.
Finalmente uma outra área contemplada nesta disciplina é o desenvolvimento da valorização e do hábito do estudo bíblico pessoal. O aluno terá disponível no Teófilos um Diário onde vai colocar os seus pensamentos e sentimentos para encorajar a auto-reflexão na área de estudo bíblico pessoal.
Vamos aproveitar a plataforma do Teófilos como apoio para a nossa disciplina. Eis aqui algumas das coisas que serão efectuadas lá: submeter trabalhos, fazer testes, ver notas, receber documentos, entre outras. Será importante que o aluno tenha acesso regular à internet.

Atividades de Aprendizagem e Formas de Avaliação

  • Leituras e TPCs em preparação para as aulas
  • Dois estudos de uma passagem
  • Dois Planos de lição EBIPG
  • Avaliação das lições dadas
  • Estudo de uma passagem narrativa
  • Trabalhos escritos sobre Hermenêutica (3 trabs)
  • Trabalho Temático
  • Reflexão final sobre o uso futuro do método

Leituras e Outros Recursos Principais

  • ARABIS, T. Sebenta para IntBib 1.1 e 1.2, Trabalho inédito. Queluz: STB, 2011.
  • DORIANI, D. A Verdade na Prática (Putting the Truth to Work). São Paulo: Cultura Cristã, 2007.
  • FEE, G. & STUART, D. Entendes o Que Lês? (How to Read the Bible for All Its Worth). Trad. Gordon Chown. São Paulo: Vida Nova, 2006.
  • Filho, C. F. (12 de Fevereiro de 2008). Caio Fábio. O Evangelho nas Escrituras e as Escrituras no Evangelho. Obtido em 30 de Novembro de 2011, de Caio Fábio: http://caminhodagracapublica.blogspot.com/2008/02/o-evangelho-nas-
    escrituras-e-as.html.
  • GRUDEM, W. Manual de Teologia Sistemática: Uma Introdução aos Princípios da Fé Cristã. São Paulo: Editora Vida, 1999.
  • HABERMAS, R., e ISSLER, K. (1992). Teaching for reconciliation: foundations and practices of Christian educational ministry. Grand Rapids, MI: Baker Book House. (Capítulo 4, Universal quests and unique filters, p. 58-72)
  • JÚNIOR, Manuel Alexandre. Hermenêutica Bíblica. Lisboa: Sociedade Bíblica, 2010.
  • KAISER, W. C. Introdução a Hermenêutica Bíblica. São Paulo: Editora Cultura Cristã, 2002.
  • LLOYD-JONES, D. M. Pregação e Pregadores. Editora Fiel, 1998.
  • LOPES, A. N. “O Dilema do Método Histórico-Crítico na Interpretação Bíblica.” Fides Reformata X, Nº 1 (2005): 115-138.
  • OSBORNE, Grant R. A Espiral Hermenêutica: Uma Nova Abordagem à Interpretação Bíblica (The Hermeneutical Spiral: A Comprehensive Introduction to Biblical Interpretation). Trad. D. de Oliveira, R. N. Malkomes e S Saraiva. São Paulo: Vida
    Nova, 2009.
  • PRATT Jr., R. Ele Nos Deu Histórias (He Gave Us Stories). São Paulo: Cultura Cristã, 2004.
  • ROBBINS, Vernon K. Exploring the Texture of Texts: A Guide to Socio-Rhetorical Interpretation. Valley Forge, PA: Trinity Press Intl, 1996.
  • VIRKLER, Henry. Hermenêutica: Princípios e Processos de Interpretação Bíblica (Hermeneutics – Principles and Processes of Biblical Interpretation). Trad. Luiz Aparecido Caruso. Miami: Editora Vida, 1987.
  • ZUCK, Roy B. A Interpretação Bíblica: Meios de descobrir a verdade da Bíblia (Basic Bible Interpretation). Trad. Cesar de F. A. Bueno Vieira. São Paulo: Vida Nova, 1994.

Avenida Dr. António Correia de Sá, 36 r/c, Monte Abraão | 2745-241 Queluz
Telefone: 214 373 036 | Telemóvel: 968 017 651 | E-mail: geral@seminariobaptista.com.pt