Dados

  • Código: Teol B03
  • ECTS: 5
  • Área curricular: Teologia Integrada
  • Nível: Médio
  • Ano/Semestre: 3º, 2º
  • Precedências obrigatórias: Nenhuma

Descrição de Disciplina

Estudo aprofundado e sistemático das doutrinas bíblicas do homem, da sua queda, da sua redenção e do plano último de Deus para a Sua igreja e para o universo.

Grande Finalidade

Perceber melhor a grandeza do homem, como ser criado, e a sua miséria como ser caído, analisando biblicamente a maneira como Deus agiu para a sua salvação e para a restauração do universo danificado pela queda. Analisar a obra do Espírito Santo na nossa vida e na da igreja. Considerar perspetivas futuras do homem com e sem Cristo.

Finalidades

Conhecimentos (SABER):

  • Apreciar o ensino bíblico acerca do homem na sua grandeza como ser criado e no facto de ter sido criado homem e mulher.
  • Compreender melhor o alcance global, individual e coletivo, do problema do pecado humano e a impossibilidade de o homem por si resolver esse problema.
  • Compreender a maneira como os conceitos bíblicos de vocação e graça comum podem ter implicações para toda a nossa compreensão do mundo e a nossa vida – tanto para o nosso serviço a nivel da igreja como para o nosso papel na sociedade.
  • Ganhar uma noção bíblica e equilibrada da noção do dom e ministérios do Espírito Santo.
  • Ter melhores bases bíblicas para afirmar que o verdadeiro crente não pode perder a sua salvação e que precisa de experimentar a santificação como realidade diária.
  • Ganhar uma noção  das diferentes perspetivas escatológicas (alternativas) do reinado de Cristo e de aquilo que a Bíblia afirma sobre o futuro do homem com e sem Cristo.

Aptidões e capacidades (SABER FAZER)

  •  Saber valorizar o ser humano como criação divina, dando valor à sua dignidade e ao valor que o Criador investiu na especificidade do homem e da mulher.
  • Saber sentir e agir com base no facto de o homem, sendo pecador, não poder alcançar a graça de Deus pelos seus próprios meios.
  • Saber afirmar o sentido de vocação, dada por Deus, na situação de cada um na igreja e na sociedade.
  • Saber identificar melhor a forma como Deus equipou cada um pela obra do Seu Espírito Santo, ocupando o seu lugar na manifestação local do Corpo de Cristo a que pertence.
  • Saber valorizar e argumentar o dom da salvação como sendo segura e eterna..
  • Saber distinguir entre aquilo que é secundário em questões relacionadas com o futuro (questões em que crentes igualmente sérios tomam posições diferentes) e questões que todo o crente deve afirmar com clareza.
  • Saber defender convições teológicas com uso de passagens bíblicas específicas devidamente citadas e analizadas.

Valores e hábitos (SABER SER/ESTAR)

  • Ganhar uma auto-estima sadia fundamentada na convição da dignidade e valor que Deus conferiu a cada um.
  • Situar-se melhor em relação com o dom da masculinidade e feminilidade que Deus conferiu a cada um.
  • Descobrir mais implicações concretas do facto de cada um ser um vocacionado na sua igreja e na sociedade.
  • Ter convições mais seguras sobre a plenitude do Espírito e sobre a salvação como um dom eterno.
  • Articular a firmeza em questões de convição essencial e a tolerância e respeito em questões que admitem diferentes posições.

Filosofia Educacional

Nesta disciplina o aluno deve ter o seu exemplar do livro Teologia Sistemática e deve ler as páginas indicadas antes da aula em que vão ser comentadas. Para cada debate, um ou dois alunos trabalhando em conjunto, a avaliação será baseada na apresentação oral, mas a entrega de power-points ou resumos da matéria será também útil. Cada aluno deverá apresentar apenas um tema para debate. Os testes serão para avaliação apenas do material dado a partir do teste anterior, mas será tida em conta toda a matéria incluída no livro indicado e em outros materiais usados e distribuídos, independentemente de esta matéria ter sido tratada na aula ou não.

Obras Fundamentais

ANDERSON, J. N. D. – Ressurreição. São Paulo: ABU, 1969.

BERKHOF, Louis – Teologia Sistemática. [s.l.]: Luz para o Caminho, 1992.

BIÉLER, André – O Humanismo Social de Calvino. São Paulo: Edições Oikumene, 1970.

BOETTNER, Loraine – Imortalidade. Leiria: Vida Nova, 1957.

BRUNER, F. D. – Teologia do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1986.

CALVINO, João – As Institutas ou Tratado da Religião Cristã. São Paulo: Casa Editora
Presbiteriana, 1985.

Catecismo da Igreja Católica. Coimbra: Gráfica de Coimbra, 1993.

DYRNESS, W. – Themes in Old Testamento Theology. Exeter: Paternoster Press, 1979.

Fé para Hoje: Confissão de Fé Baptista de 1689. São Paulo: Editora Fiel, 1992.

FERREIRA, Franklin e MYATT, Alan – Teologia Sistemática. São Paulo: Vida Nova, 2007.

GRENZ, Stanley – Women in the Church», Downers Grove: IVP, 1995.

GRUDEM, Wayne – Teologia Sistemática. São Paulo: Vida Nova, 1999.

LEWIS, Gordon e DEMAREST, Bruce – Integrative Theology. Grand Rapids: Zondervan,
1996.

MALDONADO, Jorge E. – Fundamentos Bíblico-Teológicos do Casamento e da Família.
Viçosa: Ultimato, 1996.

McDOWELL, J. – Evidências da Ressurreição de Cristo. São Paulo: Candeia, 1994.

McGRATH, Alister – Teologia Sistemática, Histórica e Filosófica. São Paulo: Shedd, 2005.

McGRATH, Alister – O Deus de Dawkins. Lisboa: Aletheia, 2008.

MOHLER JR., Albert – Ateísmo Remix. São Paulo: Editora Fiel, 2008.

MOLTMANN, J. – El Dios Crucificado. Salamanca: Sígueme, 1975.

PACKER, J. I. – Conhecendo Deus. Queluz: Núcleo, 1983.

PACKER, J. I. – A Dinâmica do Espírito. São Paulo: Vida Nova, 1991.

PALLISTER, Alan – Estudos «O Espírito Santo». Lisboa: CEBAPES, 1992.

PIPER, John e GRUDEM, Wayne – Homem e Mulher. São Paulo: Editora Fiel, 1996.

SHEDD, Russell P. e PIERATT, Alan – Imortalidade. São Paulo: Vida Nova, 1992.

STEVENS, R. Paul – Os Outros Seis Dias. Viçosa: Ultimato, 1999.ANDERSON, J. N. D. – Ressurreição. São Paulo: ABU, 1969.

STOTT, John – A Cruz de Cristo. Miami: Vida, 1992.

STURZ, Richard J. – Teologia Sistemática. São Paulo: Vida Nova, 2012.

WARE, Bruce – Teísmo Aberto. Miami: Vida, 2003.

WRIGHT, N. T. – What Saint Paul Really said. Grand Rapids: Eerdmans, 1997.