História de Redenção

Dados

  • Código: Bib 1.2.2
  • ECTS: 5
  • Área curricular: Bíblia
  • Nível: Básico
  • Ano/Semestre: primeiro ano, segundo semestre
  • Precedências obrigatórias: nenhumas
  • Professor Titular: Alan Pallister
  • Língua: Português

Descrição de Disciplina

Um panorama histórico, bíblico-teológico do plano e mensagem bíblicos da redenção e as suas implicações para a igreja e o mundo hoje.

Grande Finalidade

Permitir que o aluno desenvolva o seu esquema interpretativo da Bíblia como um todo, definindo a forma como irá entender a relação entre o Velho Testamento e o Novo, como partes integrantes do plano redentoir de Deus na história humana.

Finalidades

Conhecimentos (SABER):

  •  Conhecer o desafio que representa a Teologia da Esperança, segundo formulada na obra de Jurgen Moltmann e outros, para aplicar a visão escatológica da Bíblia ao presente, relacionando-a com problemas reais do homem atual na sociedade.
  • Compreender e avaliar algumas das escolas interpretativas principais e as implicações que elas têm para a interpretação: A Teologia do Concerto (esp.Berkhof), o dispensacionalismo (esp. Chafer e Ryrie), o dispoensacionalismo progressivo (esp. Bock e Blaising) a Teologia da Promessa (esp. Kaiser), a Teologia do Reino  (esp. Ladd) e  a Teologia Institucional-Espiritual (esp. Lewis e Demarest).
  • Apreciar as limitações de cada um destes esquemas.
  • Refletir demoradamente sobre as passagens bíblicas do V.T. e do N.T. que são usadas para apoiar estes diferentes esquemas.

Aptidões e capacidades (SABER FAZER)

  •  Ajudar o aluno a compreender melhor de onde é que ele vem, em termos de esquemas interpretativos da Bíblia, isso é, descobrir como, de uma forma mais ou menos consciente, ele já foi inflenciado na leitura da Bíblia, pela sua igreja, denominação ou movimento cristão. Pode vir a perceber pela primeira vez, por exemplo, que já pensa de acordo com o esquema da teologia do concerto ou o dispensacionalismo, etc.
  • Desta  maneira ele compreenderá a lógica interna de cada esquema, sem ser só o seu, e distinguirá, à luz da Bíblia, os pontos fortes dos outros sistemas e os pontos fracos do seu.
  • Como as passagens bíblicas usadas para apoiar os diferentes esquemas tendem a repetir-se em cada um, sendo interpretado de formas diferentes, o aluno ganhará ou desenvolverá algumas capacidades hermenéuticas elementares, no processo de interpretar estas passagens, à luz da Bíblia como um todo.
  • Pela interação entre os alunos na turma, cada um entenderá a respeitar e dialogar com o seu colega que poderá ter recebido influências diferentes.
  • Cada aluno articulará uma proposta de esquema interpretativo que pode coincidir ou não com um dos já existentes.

Valores e hábitos (SABER SER/ESTAR)

  • Saber perceber a relevância para o dia de hoje da esperança cristã, entendendo a visão escatológica da Bíblia, não como uma maneira de nos alhear dos problemas do mundo real que nos rodeia, mas sim como um incentivo para nos envolver na tentativa de os resolver com uma perspetiva ao mesmo tempo bíblica e construtiva.
  • Saber ser positivo e aprender de todos os que de uma forma séria se têm dedicado a estudar a Bíblia, de acordo com os esquemas que receberam, sem polarizar desnecessariamente as posições ou fazer caricaturas.
  • Saber pesquisar nos manuais teológicos e comentários bíblicos, tendo tempo destinado a  isto, com a juda do professor, não só em casa, fora da aula, mas também em tempos organizados dentro da própria aula.
  • Cultivar uma atitude de louvor e agradecimento pela grandeza dos propósitos de Deus no Seu plano para a redenção da humanidade.
  • Aprender a evitar a tendência de tentar saber mais do que a própria Bíblia deixa claro, sobre os grandes propósitos divinos.
  • Aprender a distinguir entre convições incontornáveis e opiniões particulares em todo o processo de entender a História da Redenção.

Conteúdos

  • Introdução e questões gerais sobre a história da redenção.
  • Teologia do Concerto
  • Dispensações
  • A teologia da promessa: introdução e as onze etapas.
  • A Teologia do Reino.
  • O Reino
  • A Teologia Institucional/Espiritual.
  • O último e o penúltimo: a Teologia de Esperança de Jurgen Moltmann.
  • A escatologia e a esperança política: teologia de Moltmann.

Filosofia Educacional

Depois da apresentação dos esquemas interpretativos e temas unificadores, os textos
bíblicos relevantes serão apreciados pelos alunos, em grupos e individualmente, de
maneira a o aluno formular/reformular as suas próprias posições – que podem coincidir
ou não coincidir com algum dos esquemas apresentados. Cada aluno terá a
oportunidade de elaborar a sua posição numa pequena monografia de 4 a 5 páginas,
perto do fim do semestre.

Ao mesmo tempo, o objectivo global será apreciar melhor a grandeza dos planos do
Deus soberano, não necessariamente tentar abarcá-los dentro de um esquema. Haverá
especial ênfase no estímulo que a esperança escatológica bíblica dá para o envolvimento
na sociedade humana e a política, tentando desfazer padrões demasiado focados em
conceitos individualistas e ultramundanos da relação com Deus. Partir-se-á da base de
que «toda a Bíblia é para toda a vida».

Atividades de Aprendizagem e Formas de Avaliação

Depois da apresentação dos esquemas interpretativos e temas unificadores, os textos
bíblicos relevantes serão apreciados pelos alunos, em grupos e individualmente, de
maneira a o aluno formular/reformular as suas próprias posições – que podem coincidir
ou não coincidir com algum dos esquemas apresentados. Cada aluno terá a
oportunidade de elaborar a sua posição numa pequena monografia de 4 a 5 páginas,
perto do fim do semestre.

Ao mesmo tempo, o objectivo global será apreciar melhor a grandeza dos planos do
Deus soberano, não necessariamente tentar abarcá-los dentro de um esquema. Haverá
especial ênfase no estímulo que a esperança escatológica bíblica dá para o envolvimento
na sociedade humana e a política, tentando desfazer padrões demasiado focados em
conceitos individualistas e ultramundanos da relação com Deus. Partir-se-á da base de
que «toda a Bíblia é para toda a vida»

Leituras e Outros Recursos Principais

  • Integrative Theology, Gordon Lewis e Bruce Demarest, ed. Zondervan, 1996.
  • Teologia Sistemática, Louis Berkhof.
  • Dispensationalism Today, Charles Ryrie, ed. Moody Press, 1965.
  • Toward an Old Testament Theology (tradução portuguesa), Walter Kaiser.
  • Teologia do Novo Testamento, G.E.Ladd.
  • Teologia do Antigo Testamento, Eugene H.Merrill, ed. Shedd, 2009.
  • Manual de Escatologia, J. Dwight Pentecost, ed.Vida, 1998.
  • Teologia da Esperança, Jurgen Moltmann, ed. Herder, 1971.
  • El Dios Crucificado, J. Moltmann.
  • Teologia Contemporânea, Stanley Gundry, ed. Mundo Cristão, 1983.
  • Comentários bíblicos sobre V.T. e N.T. na Secção de Referência da biblioteca.

Avenida Dr. António Correia de Sá, 36 r/c, Monte Abraão | 2745-241 Queluz
Telefone: 214 373 036 | Telemóvel: 968 017 651 | E-mail: geral@seminariobaptista.com.pt